quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Jardim acusa Passos Coelho de ter plano para afastá-lo do poder……

Este jardim é mesmo um “Teórico”! Ainda não viu que Passos Coelho diz de manhã uma coisa e á tarde já diz outra………
Alberto João Jardim garantiu que o primeiro-ministro tinha prometido abrir o processo de negociações com a Comissão Europeia sobre a Zona Franca da Madeira, ainda neste mês de Dezembro, revelou ainda que nesse contacto telefónico, estabelecido na segunda-feira, Passos Coelho lamentou que o PSD-Madeira tenha passado para a opinião pública “a ideia de que estava a ceder à chantagem” do Funchal.
Jardim considerou “estranho” que o primeiro-ministro, tenha negado o compromisso assumido com os deputados da Madeira e afirmou que, “Se ele voltar a desmentir, eu desminto-o a ele”, neste caso, a região “esta a ser usada como manobra de diversão para a gravidade do que esta a acontecer no país”.
Se isto “não joga bem em termos nacionais”, admitiu Jardim, “pode jogar” com a situação regional: “a Madeira está sob a mira devido a uma campanha contra mim, que envolve a direção do meu partido”. 
Outra explicação dada por Jardim aos deputados: “Existe em Lisboa, inclusive no meu partido, a ideia que dá votos fazer frente a Jardim".
Feita a acusação à direção de Passos Coelho, o líder madeirense revelou ainda que “havia um plano da coligação do PSD e do CDS para a Madeira, com outra pessoa”. 
Mas se o objetivo era afastá-lo do poder, então Jardim adverte: “Eu não desisto. Vou defender a Madeira ate ao fim e não tenho medo destes……….”.

1 comentário:

aaaaa disse...

Acho que estás habituado aos tempos antigos, e ainda não mudaste de disco.