quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Sócrates, Salazar, o pai da criança e quem fica na fotografia…!

Sou contra todos as formas de totalitarismos venham eles de onde vierem, vivi e tento viver sempre com liberdade, igualdade e fraternidade, mas há dias, que quando acabo de ler as noticias, do que se passa no meu país me apetece gritar:”Salazar,voltaaaaaaaa, estás PERDOADO…!"

As medidas desiguais de austeridade que Sócrates e a classe politica associada,impuseram ao povo,são dignas de Salazar. Salazar tinha, uma visão fascista de governar, mas não era despesista nem gastador, tinha rigor nas contas públicas. Se o homem de Santa Comba tivesse governado em democracia, dava uma lição de como se gere o dinheiro de todos nós, a estes palhaços de merda. Temos a porcaria de um orçamento parido á força. E já ninguém quer ser o pai da criança, já nem na fotografia querem ficar. Que eu saiba, a fotografia com o rosto dos dois "pai e mãe", nada tem de comprometedor, para além, daquilo que prometeram no leito do empranhamento. Esta história da fotografia parece ser uma merdice sem importância. Mas não, é muito importante. Ninguém faz um filho por querer, que depois tenha vergonha ou medo de registar, isto só espelha o que os políticos pensam deles próprios e é por estas e por outras que a imagem que nos dão é a de vendidos, desonestos, mentirosos e corruptos. E qual será a razão de chegarem a este ponto, não querendo assumir aquilo que fizeram, das duas uma: ou a criança é feia como a merda, ou estão agir como já é hábito, “desonestamente”.

Não há duvida nenhuma que o cabrão do puto é feio como o raio que parta…!

3 comentários:

Grupo Portal dos Segredos disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Excelente!

Anónimo disse...

cabecudos